Todo fim de ano é a mesma coisa: uma mistura de reflexão sobre as conquistas dos últimos doze meses e estabelecimento de metas para os próximos doze. Mas, por que as pessoas têm esse costume de estabelecer uma lista de coisas que querem realizar no ano seguinte? A resposta é simples. Quando estabelecemos objetivos conseguimos planejar as nossas ações para atingi-los, além de ter um parâmetro para acompanhar e mensurar o que conquistamos ao longo do caminho.


Nem todo mundo gosta de estabelecer metas, mas para muita gente elas servem como incentivo para persistir. Elas também são fundamentais para que nos tornemos as melhores versões de nós mesmos. Se não temos objetivos, falta motivação para evoluirmos.


E quando falamos de metas e objetivos, não estamos nos referindo apenas a ações grandiosas, mas sim, a pequenas ações responsáveis por transformar a nossa vida aos poucos. Lembre-se que, se você almeja pela mudança, ela precisa começar por você. Se você deseja a paz mundial, por exemplo, comece se comprometendo a realizar um ato de bondade todos os dias por uma semana.

Leia também:
Estágios do sedentarismo e suas consequências para o corpo e mente
Benefícios da meditação para corpo, mente e espírito
Veganismo: mais do que um hábito alimentar, um estilo de vida


Mas, voltando às metas para 2021, se você ainda não definiu o que deseja realizar no próximo ano, vamos listar algumas coisas que você precisa considerar ao preparar seu planejamento. Vamos lá?


Separe seus objetivos de acordo com as esferas da sua vida:
Determine metas específicas para as várias frentes da sua vida. Tenha objetivos pessoais, profissionais, emocionais, financeiros e por aí vai.
Seja o mais específico possível: Quando somos generalistas, abrimos espaço para distorções e auto sabotagem. Por exemplo, se seu objetivo é economizar dinheiro, estabeleça um valor específico que quer ver guardado em sua poupança.


Determine um prazo:
Se até quando temos um prazo para cumprir um objetivo, tendemos a procrastinar, imagina quando ele nem existe. Pense em prazos realistas, porém sem aquela “folga” que vai te permitir deixar para depois.


Transforme suas ideias em palavras:
Quando você coloca suas palavras no papel – em uma tela, em áudio, ou qualquer outro formato que dê aquela sensação de transformar algo abstrato em algo concreto – é como se você criasse um acordo consigo mesmo e como se estivesse mandando para o Universo as suas intenções.


Trace um plano de ação:
Defina o que e como você vai fazer para alcançar seu objetivo. Se for preciso, “quebre” ele em pequenas metas que, quando forem cumpridas, significará que você atingiu seu propósito final.


Foque em ações e pensamentos positivos:
Em alguns momentos será difícil dar continuidade de um planejamento. Aparecerão obstáculos e desafios. Mas não desista. Faça o que puder, buscando avançar um pouco a cada dia e mantendo uma postura positiva. No final, valerá a pena.

Durante o ano de 2020, muitas pessoas que tiveram que adaptar seus objetivos ou até colocá-los em stand by, devido a tudo o que a humanidade passou (e continua passando), mas é importante que a gente saiba que precisamos ter um propósito que continue nos movendo e nos preparando para algo muito maior quando tudo isso passar.